Gestantes recebem kit de bebê através do Programa Super Mãe
Publicada em: 11/10/ 2017



 

Valorização, integração e inclusão social são objetivos do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), que através do Programa de Proteção e Atendimento Integral a Família – PAIF beneficia o grupo de gestantes “Super Mãe”, que de forma aberta atende grávidas no período de gestação do primeiro a oitavo mês.

O grupo atualmente conta com 25 gestantes que são atendidas com a equipe do CRAS, composta por psicólogos, assistentes sociais e orientadores, com palestras e discussões voltadas a temática da gestação, com dinâmicas de grupos, atendimentos individuais, visando sempre o fortalecimento do vinculo familiar da gestante. “As nossas palestras oferecem atendimento integral à família, com orientação sobre os cuidados dos bebês e gestação saudável”, destacou a psicóloga Ivanize Sartori.

A Secretaria Municipal de Assistência Social efetuou a compra de kits para bebês, que foram entregues na tarde desta quarta-feira, na sede do CRAS, durante reunião do grupo Super Mães. Na oportunidade, a dona de casa, Telma Josefa de Santana, de 24 anos, está para dar a luz ao segundo filho e falou sobre a importância do grupo. “Aqui eu encontrei um grande apoio, principalmente nesta minha segunda gestação. Senti-me amparada aqui e agradeço esse apoio que a gente recebe”, disse.

De acordo com a psicóloga, as gestantes além de receberem o kit, trabalham na confecção de outros produtos que compõe os itens do enxoval. “Elas confeccionam casinhas, bordados, cestas, além de customizarem recipientes que vão ser utilizados no armazenamento de objetos de uso diário na limpeza e higiene do bebê”, informou.  

Esperando o segundo filho, a dona de casa Diana Silva Santos Sousa, de 27 anos, agradeceu ao receber o kit e falou sobre a importância do grupo. “Eu era muito impaciente e aqui aprendi a trabalhar a paciência no grupo, além de aprender a confeccionar os próprios itens do enxoval do meu bebê”, afirmou.

De acordo com o secretário municipal de assistência social, Iran Bispo da Luz, outros 300 kits já estão em processo de licitação. “Nosso objetivo além de garantir a doação destes kits como é previsto em Lei, é ser esse elo entre a gestante e a família, fazendo essa inclusão e garantindo à mãe o seus direitos”, destacou.

 

 

 

 

Veja mais