Prefeitura inicia serviços de preparo de solo para pequenos produtores
Publicada em: 09/06/ 2017



Fortalecer a agricultura familiar é um dos objetivos da administração do prefeito Padre Gleibson Moreira (PSB). Nesta semana, a Secretaria Municipal de Agricultura, deu inicio aos serviços de preparo do solo para os pequenos produtores, que começaram receber os serviços de manejo com máquina esteira, para preparar a terra para o próximo plantio.

A prefeita em exercício, Francisca Ribeiro (PSB), junto com o secretário municipal de agricultura, Paulo Roberto Rosa, e o diretor da pasta, Alexandre Frederico Ahlert, acompanhou o inicio dos trabalhos no assentamento Bela Vista I, na tarde da última quinta-feira. “Nosso compromisso é oferecer condições ao pequeno produtor, para que ele fortaleça sua atividade no campo. Sabemos que a vinda de uma máquina aqui representa muito para eles. Por isso, vamos continuar trabalhando para fazer de Dianópolis o melhor lugar para se viver”, destacou.

“Há mais de 10 anos que não vinham máquinas aqui”, disse o lavrador Osvaldo Nunes Machado, comemorando a chega da máquina esteira em suas terras. “É uma alegria ouvir o ronco do motor desse trator aqui na minha terra. Graças a Deus agora vou poder plantar milho, fava, mandioca”, comemorou.

Mais de 10 anos sem receber os serviços de preparo e manejo de solo. Essa é realidade dos produtores do Assentamento Bela Vista I, onde a frente de serviços da Secretaria Municipal de Agricultura está concentrada, para atender as 28 famílias que moram no local.

De acordo com o secretário, a ação atende um cronograma. “Neste primeiro momento estaremos no Bela Vista I, mas a demanda vai atender um cronograma que levará os serviços em todos os assentamentos do município com a máquina esteira”, destacou. “Cada propriedade poderá receber até 5 horas de serviço com a máquina, pois queremos atender todas as famílias de pequenos produtores que vivem na zona rural”, frisou, informando ainda que a previsão é de que até o final deste  mês os serviços cheguem até o Bela Vista II, seguindo para Gleba Olho D’Água e demais assentamentos do município.

Sobrevivendo da agricultura, o trabalhador rural Francisco Alves dos Santos, que recebeu a máquina em suas terras, falou da importância do trabalho oferecido pela prefeitura. “Eu sobrevivo disso aqui. E preciso da máquina para me ajudar, porque se fosse pra fazer o preparo no braço, não teria condições”, disse, informando ainda que caso fosse custear a vinda de uma máquina até sua propriedade para fazer o serviço, teria que desembolsar cerca de R$ 1 mil. “Eu não teria condições. Agora, a prefeitura fazendo isso, esse valor eu vou investir em grãos, em adubos e insumos para plantar minha roça”, avaliou Francisco. “Foi através do que produzo aqui que criei e dei estudos aos meus filhos. Então quem me ajuda, está ajudando minha família”, agradeceu.

 

ASCOM

 

 

Veja mais