O I Festival Gastronômico e Cultural de Dianópolis foi um sucesso. Programação encerrou na noite de ontem, com cozinha show, cozinha gourmet, show e entrega da premiação para os pratos vencedores.

Durante três dias, dianopolinos e visitantes prestigiaram o evento que trouxe a culinária quilombola como tema do Festival, em homenagem a matriarca do quilombo do Lajeado, na região do Descoberto, Dona Camila (vó Camila) que faleceu na última quinta-feira.

Em mais uma noite, o público movimentou o circuito gastronômico do Festival. A Praça da Capelinha ficou lotada, movimentando stands, espaço gourmet, cozinha show e espaço de shows. O I Festival Gastronômico e Cultural de Dianópolis é uma realização da Prefeitura, em parceria com Sebrae e Governo do Tocantins.

A Cozinha Show de domingo contou com a participação do Chef Osmani José, do restaurante Agenda 21, do Rio Azuis em Aurora do Tocantins e Flávia Moreira (Brasília).

O público pôde conferir a última noite do Festival degustando os pratos preparados pelos Chefs, além de experimentar os sabores dos pratos concorrentes à premiação do evento. “O Festival foi um sucesso absoluto. Estamos muito felizes. Superou todas as expectativas. Agradecer as parcerias com Sebrae, Governo do estado. Agradecer a presença da Deputada Luana Ribeiro que esteve conosco dois dias, agradecer Hercy Filho, chefe de gabinete do ministro do turismo, que abrilhantou nosso evento com sua presença. Agradecer ao secretário estadual Tom Lyra, a Deputada Estadual Cláudia Lelis, na pessoa do seu representante, Antônio Canossos secretários, vereadores e toda comunidade. O nosso Festival nasceu grande e vai alcançar o mundo”, disse o prefeito, Padre Gleibson Moreira.

Show

A última noite do Festival trouxe a apresentação da cantora Nacha Moretto, que apresentou repertório de músicas latinas, com canções populares, colocando o público para “bailar”. Durante o evento passaram pelo palco principal, Forró Pedra de Fogo, AmazoniCanToria, Forró Pilek e Nacha Moreto.

Premiação

O I Festival Gastronômico e Cultural de Dianópolis foi um sucesso! Dez pratos preparados com ingredientes regionais, encontrados no nosso cerrado, concorreram ao prêmio de prato do Festival. Entre os pratos apresentados e comercializados para o público, pudim de pequi, escracante de babaçu, pastel de pequi, brigadeiro de caju, sorvete de mangada, hambúrguer sertanejo, hambúrguer de costela, risoto de pequi, rubacão do quilombo e pudim de babaçu.

A organização premiou três categorias de pratos: doce, salgado e lanche. Com premiação em troféu e dinheiro. Para o primeiro lugar, R$ 1.500, segundo R$ 1.000 e terceiro R$ 500. Na categoria doce, a vencedora foi Glenda Oliveira, que além de conquistar o paladar do júri técnico, bateu recorde de vendas, totalizando mais de 2 mil brigadeiros comercializados nos três dias do evento. “Estou muito feliz. Parabéns a Prefeitura por organizar um evento tão importante para a gastronomia. Agradeço a Deus, pois não imaginava que alcançaria o primeiro lugar. Esse prêmio é um incentivo para continuar na caminhada. Esse reconhecimento é sinal de que estamos no caminho certo”, frisou.

Vencedora da categoria comida salgada, com o prato “rubacão do quilombo”, Maísa Ramos expressou sua gratidão. “Enfrentei dificuldades para chegar aqui. Vim de carona, não acreditava que poderia chegar onde cheguei. Só tenho a agradecer a Deus, a organização do Festival por essa oportunidade. Obrigado ao prefeito e a todos. Esse prêmio representa muito para mim”, disse.

Vencedores

Doce

1° Brigadeiro de Caju – Glenda Oliveira – 91,02 pontos

2° Pudim de Babaçu – Rubens – 90,01 pontos

3° Sorvete de Mangaba – Erisbelton – 89,05 pontos

Lanche

1° Pastel sertanejo – Robson Corrêa – 91,8 pontos

2° Costela Burguer – Kelly Araújo – 82,1 pontos

3° Hambúrguer sabor do Tocantins – Odair Tavares – 75,8 pontos

Comida salgada

1° Rubacão do Quilombo – Maísa Ramos – 90,01 pontos

2° Escracante de Bababçu – Marly Pereira – 81,8 pontos

3° Risoto com Pequi – Valda – 48,01 pontos