A Prefeitura de Dianópolis em parceria com a Diretoria Regional de Ensino (DRE), realizou na manhã deste sábado “Desfile da Independência”, em comemoração aos 197 anos da independência do Brasil, na Praça Francisco Liberato.

Com uma proposta de resgate histórico e cultural do país e da Terra das Dianas, o evento trouxe a temática dos “Cem anos do Barulho”, sobre o centenário da morte de nove pessoas, vítimas de uma chacina ocorrida em Dianópolis em 1919, fato também conhecido como “Chacina dos Nove” e “Quinta-feira Sangrenta”.

A comunidade lotou a Praça para prestigiar o Desfile Cívico, que contou com a participação das escolas da rede municipal: Santa Luzia, Imaculada I, São José, Professor Renato e B.H Foreman e rede estadual com Colégio João D’Abreu, CEM António Póvoa, Coronel Abílio Wolney e Escola Estadual Joca Costa.

Além das escolas, o Desfile trouxe a participação dos pelotões: Escola Colibri – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae/Dianópolis), Universidade da Maturidade (UMA), Bombeiros Civil e Caminhada Passos que Salvam.

Com apresentações que emocionou o público, alunos e comunidade, levou para a Avenida 7 de Setembro, o resgate histórico e cultural de Dianópolis. Os pelotões apresentaram a cultura, história, economia, culinária e o turismo da Terra das Dianas, destacando o aldeamento do povoado das Missões, com os povos indígenas Acroás e Xacriabás, história das Dianas, que deram o nome à Dianópolis, festas típicas, tradições culturais, comidas típicas, danças culturais, literatura dianopolina, além da história da chacina dos nove e as belezas naturais da região.

Os pelotões percorreram o circuito sob aplausos do público. No palco de honra, o prefeito Padre Gleibson Moreira, a vice-prefeita, Francisca Ribeiro, vereador e presidente da Câmara Municipal de Dianópolis, Julian Oliveira, Diretor Regional de Ensino, Ademildes da Mata, Tenente Disney Abreu (representando o comandante da 2° CIA Serra Geral – Major Aldo Nery Conceição), ex-deputado, Hagaús Araújo, Pastor Dário e integrantes da equipe técnica do “Barulho”, acompanhavam a passagem dos pelotões.

Emocionado, o prefeito Padre Gleibson Moreira, destacou a importância do Desfile Cívico. “São quase 200 anos da nossa Independência. Não podemos deixar a história se apagar. O Desfile Cívico traz essa proposta de resgate histórico e cultural do nosso país, da nossa cidade. É gratificante ver a participação de cada escola, de cada aluno. A emoção toma conta e o sentimento é de gratidão”, enfatizou.

Para o diretor da DRE, o Desfile é também um momento de reflexão. “Em quase 200 anos de independência, nosso país sofreu grandes transformações. Toda história faz parte da nossa memória e isso precisa ser levado para o futuro, para que não caia no esquecimento. O Desfile é um momento de entrega à nossa Pátria. Foi um prazer organizar um momento especial como esse em nossa cidade”, destacou.

O Desfile foi orquestrado pelas Fanfarras do Colégio João D’Abreu, CEM Antônio Póvoa e Banda Municipal Mestre Jacinto, sob as regências dos maestros Igor e Wilker. No final, fanfarras e banda se uniram para realização de um verdadeiro show em Praça Pública, em comemoração aos 197 anos da independência do Brasil.