Um paraíso ainda desconhecido, com potencial gigante para o turismo, com rios, canyons, cachoeiras, grutas, trilhas para traking, rafting, boiacross, banhos de cachoeira, contemplação da natureza em meio aos encantos da fauna e a flora do cerrado tocantinense. Estamos falando das “Serras Gerais”, a maior cadeia de serras do Brasil, que além das maravilhas naturais, é berço cultural e histórico do Tocantins.

Localizada no Sudeste do Estado, compreende os municípios de Arraias, Almas, Aurora do Tocantins, Dianópolis, Natividade, Lavandeira, Rio da Conceição, Combinado e Taguatinga. Um verdadeiro paraíso no Sudeste do estado.

Em busca pelo reconhecimento de uma das regiões com maior potencial turístico do país, representantes dos municípios das Serras Gerais, participaram na última quarta-feira, em Palmas, de uma reunião “Serras Gerais/Caminhos a serem percorridos” promovida pela Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), na Capital, para tratar sobre as ações e o potencial do turismo na região.

Os municípios pontuaram suas demandas, apresentando portfólio com as belezas de cada localidade. Os documentos farão parte de um inventário de toda estrutura turística dos oito municípios que compõem as Serras Gerais.

Além disso, os municípios debateram sobre a importância de inserir as Serras Gerais, nas promoções de turismo do governo do estado, pontuando o diagnóstico de infraestrutura; atualização e promoção incluindo as Serras Gerais nas divulgações do governo do estado; viabilização da presença das Serras Gerais em feiras e eventos; valorização da imagem das Serras Gerais nas plotagens de stands promocionais; fomentar os registros no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur); apoiar o fortalecimento do fórum regional e a participação da região no fórum estadual; sinalização turística, dentre outros.

A diretora municipal de cultura do município de Dianópolis, Elisângela Gonçalves do Sacramento, participou do evento e falou sobre a importância e reconhecimento das Serras Gerais. “Nosso potencial é gigante. Temos centenas de cachoeiras, grutas, canyons, um cenário único para turismo. As Serras Gerais precisa ser valorizada, reconhecida. Ela é a maior cadeia de serras do pais e é nossa, está no nosso Estado. O Tocantins é rico em potencial turístico e o mundo precisa conhecer essa potência que somos. Somos as Serras Gerais e queremos fomentar esse turismo e fazer da nossa região, uma das mais procuradas quando o assunto for turismo”, destacou.

Para a empresária da área de turismo na região e presidente do Conselho Municipal de Turismo, do município de Rio da Conceição (Comtur), Fernanda Taina Castro, o evento foi uma oportunidade de fomentar o turismo da região. “As Serras Gerais ainda não tinha o reconhecimento como frente de rota para o turismo na região. Essa parceria com o governo do estado vem nos encher de esperança e nos motiva. As Serras Gerais é forte e a partir de agora, vamos fomentar e aquecer a nossa economia, gerando mais empregos por meio do turismo. O Sudeste é forte, as Serras Gerais é gigante e com profissionalismo vamos alavancar a nossa região”, enfatizou. 

O evento contou com palestra, apresentações culturais, degustação de pratos típicos da região Sudeste e contou com participação do Sebrae, Senac, Universidade Federal do Tocantins (UFT), Conselhos Municipais de Turismo da região, representante do curso de Turismo Patrimonial e Socioambiental-UFT/Arraias; representantes da Associação Brasileira de Agencia de viagens (ABAV/TO); Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Tocantins (ABIH/TO); Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet/TO); Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel/TO); Associação dos Profissionais de Turismo do Estado do Tocantins (Aprotur); Associação Tocantinense de Turismo Receptivo (ATTR); Pesca Esportiva do Tocantins; dentre outros.