Na tarde de ontem, os prefeitos das cidades de Dianópolis, Almas, Novo Jardim, Porto Alegre do Tocantins e Rio da Conceição, estiveram reunidos na prefeitura de Dianópolis, para mais uma reunião que visa definir a criação do consórcio que estabelecerá a implantação de um aterro sanitário que atenda às necessidades dos respectivos municípios.

A convite dos demais municípios, de Rio da Conceição, acaba de integrar o grupo. “Sabemos da dificuldade para um município implantar sozinho um aterro sanitário. Diante disso, assim como fizemos com Novo Jardim, convidamos o prefeito de Rio da Conceição, para que integrasse o grupo, uma vez que o consórcio será viável para todos”, disse o prefeito Padre Gleibson Moreira.

Na pauta desta segunda-feira, os prefeitos debateram sobre a área que deverá ser adquirida para a implantação do aterro, além de nova reunião com profissionais que irão detalhar o projeto de implantação. A reunião será marcada ainda para este mês de dezembro.

O recurso na ordem d R$ 2,7 milhões, corrigido mensalmente, faz parte de um fundo perdido, de exploração da Vale do Rio Doce, na região, no passado. O valor será destinado ao financiamento de projetos, através da celebração de convênio entre governo do estado, BNDES, com atuação dos municípios, na definição e aplicação dos investimentos, através de núcleos técnicos.

Com isso, os prefeitos decidiram criar um consórcio para desenvolver a criação e implantação de um aterro sanitário, que atenda as demandas dos municípios da região.