Com o objetivo de trocar experiência com outros municípios, na busca pela aprovação do Selo Unicef 2017/2020, Dianópolis esteve representada no 2º Ciclo de capacitação do Selo UNICEF, realizado em Palmas.

De acordo com a pedagoga e articuladora do Selo UNICEF, em Dianópolis, Lessa Bartolomeu Silva, durante o evento foram discutidas questões de metodologia do Selo, sua importância, além de outras pautas e demandas. “Este ciclo de capacitação oferta uma oportunidade de conquistar conhecimento para aplicação das nossas ações. Realizamos o I Fórum Comunitário do Selo Unicef em junho deste ano, e a participação neste evento, vai nos direcionar no planejamento das ações que serão aplicadas este ano”, afirmou. 

Ainda de acordo com a articuladora, outro ponto abordado dentro do encontro foi a importância do Núcleo de Cidadania do Adolescente (NUCA) e a compreensão sobre o trabalho que deverá ser realizado nos municípios, além de questões sobre água e saneamento, nutrição, participação de adolescentes e plataforma digital do Selo UNICEF. “Dianópolis está dentro dos 644 municípios brasileiros que compõe o semiárido e que aderiram ao Selo UNICEF em 2017. Com isso, estes municípios estão realizando várias atividades voltadas para promoção, garantia e realização dos direitos de crianças e adolescentes”, destacou.

Além da participação articuladora do Selo, o mobilizador de jovens, Pedro Henrique Diniz, também participou do evento, indicado pelo Conselho Municipal dos Direitos de Crianças e Adolescentes (CMDCA), com o objetivo de mobilizar os adolescentes da cidade para discutir seus direitos, realizar campanhas e articular ações voltadas aos temas discutidos no ciclo.

O município de Dianópolis aderiu ao Selo UNICEF no ano de 2009. De lá pra cá, foram realizadas várias ações que garantam os direitos de crianças e adolescentes, em parceria com as secretarias municipais.