A situação dos ex-alunos da Faculdade Para o Desenvolvimento do Sudeste Tocantinense (FADES), está cada vez mais próxima de ser resolvida. Na manhã desta sexta-feira, o reitor da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), Augusto Rezende, acompanhado do diretor do Campus de Dianópolis, Raimundo Rodrigues Bezerra, protocolou no gabinete do prefeito, Padre Gleibson Moreira, ofício, pedindo a guarda de todos os documentos dos ex-alunos da extinta instituição, para fins de andamento do processo de conclusão para diplomação dos estudantes.

A partir de agora, segundo o reitor, a Unitins passa ter o domínio legal sobre a documentação dos ex-alunos da FADES. “Estamos em posse da documentação e processo dos 106 acadêmicos, bem documentação da FADES, uma vez que a Unitins agora fará abertura de um edital de convocação para estes alunos, que serão vinculados à Instituição, para que assim possamos emitir seus diplomas”, explicou, informando que a expectativa é de que até julho deste ano, seja publicado no diário oficial, o edital de abertura para o processo de acesso dos ex-alunos da FADES junto a Unitins.

Ainda segundo o reitor, dentro dos 106 acadêmicos, 86 estão aptos a ter a diplomação, sendo os demais identificados com algumas pendências que serão resolvidas. “Cada dia que passa estamos mais próximos da concretização do sonho destes alunos, que há muito tempo buscam por esse diploma. Mais um importante passo foi dado”, disse o prefeito.

Além de protocolar o documento e participar de reunião com o prefeito e a vice-prefeita, Francisca Ribeiro, o reitor, acompanhado do diretor Raiumando, visitaram o terreno, doado pela prefeitura de Dianópolis, para construção do Campus da Unitins, na Terra das Dianas. O terreno está localizado nas proximidades da TO 476 que dá acesso ao município do Rio da Conceição, compreendendo uma área de 15 mil metros quadrados.