Atendendo convocação da Câmara de Vereadores e objetivando informar e esclarecer a população sobre a situação dos serviços de iluminação pública, tapa buraco e bueiros na cidade, o secretário de obras e transportes, Paulo Roberto Rosa, esteve na noite de ontem na sessão ordinária, para pontuar sobre os serviços.

Os vereadores fizeram os questionamentos, sobre os serviços e o secretário pontuou as observações, detalhando os trabalhos que estão sendo realizados no município. “O volume de chuvas que estão caindo em Dianópolis ultrapassaram todas as médias dos últimos anos, o que vem provocando problemas com a pavimentação, buracos nas ruas, além de erosões nas vias não pavimentadas, impedindo a recuperação das áreas com o período de chuvas”, disse Paulo Rosa.

Além disso, o secretário pontuou. “Com o fluxo de água os bueiros também apresentaram problemas, assim como a parte de iluminação pública que com as frequentes descargas elétricas (raios e trovões) também sofrem prejuízos”, esclareceu.

Diante da situação, o secretário informou que, sobre os serviços de iluminação pública, o mesmo está sendo normalizado, com reposição de lâmpadas, atendendo as demandas de cada setor. “Já estamos com novo processo de compras finalizando e vamos atender todas as demandas da cidade”, disse. O secretário informou ainda que só em 2017 foram investidos mais de R$ 300 mil em serviços de iluminação pública.

Sobre os serviços de tapa buraco, o secretário esclareceu que a situação depende das condições do clima. “A gente sabe da dificuldade que está transitar na cidade. Mas, infelizmente com as chuvas, não há condições de continuar o serviço. Temos material estocado e nesta sexta-feira será concluído o processo para compra de mais material. Assim que a chuva der uma trégua, retomaremos os serviços”, destacou.

O secretário explicou também sobre a dificuldade de recuperação destas vias. “O asfalto de Dianópolis é muito antigo, com isso, só o serviço de recuperação não está resolvendo. Tem situações, onde teremos que arrancar o asfalto para fazer um novo e com mais qualidade. Estamos em análise junto com o prefeito e o departamento de engenharia e vamos buscar meios para que esse asfalto seja substituído. Isso leva tempo, precisamos ir atrás de parcerias”, disse, citando como exemplo a Avenida 7 de setembro. “Tapar o buraco não é apenas jogar a massa asfáltica. Temos um asfalto de baixa qualidade em várias ruas da cidade, que vem se deteriorando há muitos anos. Toda essa deficiência se agrava com o período de chuvas”, frisou.

Sobre os bueiros, o secretário pontuou. “Iniciamos os serviços de limpeza destes bueiros, para que o fluxo de água não ultrapasse a pista. E sobre o bueiro da Rua Mestre Almeida, o engenheiro esteve no local, e identificou que devido o volume de água que está no local, o serviço de recuperação que seria realizada com manilhas não comporta a drenagem e por isso, decidimos fazer uma obra maior, com galeria. Os serviços devem começar também agora no período de estiagem”, pontuou.